Internet das Coisas : tendências e desafios

By on

This blog post was written by Nick Viney.

A Internet das Coisas, ou IoT (“Internet of Things”) é já uma realidade na nossa sociedade. Desde que o termo foi criado, lá nos anos 80, aparelhos conectados têm mudado nossas vidas de maneira inimaginável. Porém, mesmo que o crescimento tenha sido significativo, integrar a IoT no nosso dia a dia nos traz desafios cada vez mais profundos. Neste post, vamos falar um pouco sobre as tendências que irão ajudar a levar a integração da IoT ainda mais longe, assim como alguns dos problemas que estamos encontrando pelo caminho.

Tendências

Mãos livres

Atualmente, a forma mais comum de interagir com aparelhos que usam IoT é pelo toque. Porém, a habilidade de usar a voz está revolucionando a forma como consumidores e tecnologia interagem. A voz está causando um impacto significativo no nosso cotidiano e será ainda mais proeminente conforme a tecnologia evolui. Nesta direção, vimos recentemente a chegada da interface Alexa, da Amazon, e dos aparelhos caseiros do Google. Com os já conhecidos Siri, Cortana e Assistant, sendo usados fora dos smartphones, será questão de tempo para que os consumidores estejam controlando seus aparelhos IoT por comando de voz. Eles já começaram a chegar no mercado automotivo, com a Nissan introduzindo o Cortana na interface do painel do automóvel. Usar as nossas mãos pode se tornar realmente algo do passado!

Big Data e Machine Learning (Aprendizado automático)

No fundo, Big Data e IoT precisam um do outro. Ambos são tendências poderosas que estão reformulando a forma como consumidores e negócios operam. Entretanto, o valor da IoT para as grandes empresas de tecnologia não está só no hardware, mas também na enorme quantidade de dados que os aparelhos produzem ao estar conectados. Dados estão se tornando o “novo petróleo” e aparelhos conectados estão aumentando o número de dados que as empresas têm de seus consumidores, fazendo disso algo ainda mais valioso. Empresas estão usando Inteligência Artificial (AI) para analisar a enorme quantidade de dados e eventualmente aprendendo e se adaptando a como nós utilizamos esses serviços, permitindo ofertas mais personalizadas às necessidades dos consumidores e usuários. Com a integração da AI, as empresas ganham a habilidade de analisar os dados e aprender com eles, a partir de aparelhos automatizados – uma mudança fundamental em como os usuários interagem com seus dispositivos.

Desafios

Segurança e proteçãoo

Com cada vez mais aparelhos conectados e com os que ainda vão se conectar no futuro, um dos principais aspectos que precisam da nossa atenção para que a IoT seja realmente um sucesso é ter certeza da segurança e proteção dos dispositivos. Um relatório recente da Gartner previu que serão 8,4 bilhões de “coisas” conectadas até o fim de 2017, e mais de 20 bilhões em 2020 – uma quantidade enorme de aparelhos que se invadidos podem expor não somente dados críticos dos usuários, como poderia causar muito mais danos se pensarmos em como os hospitais e mesmo as cidades estão se tornando conectadas. No caso dos hospitais, por exemplo, um ataque na rede poderá comprometer o tratamento dos pacientes. Então, quanto mais dependermos da tecnologia, mais segura ela precisa ser. Dentro de casa não é diferente, as plataformas de segurança adequadas como o Software Smart Home garantem que seus dispositivos conectados não sofram ataques cibernéticos.

Diversos dispositivos

Como falamos acima, o crescimento exponencial da IoT significa que cada vez mais aparelhos estarão utilizando uma rede, o que causará uma crescente de tensão nas nossas redes. O resultado de uma rede congestionada pode ser uma queda na qualidade do serviço, algo que tanto os donos do negócio, quanto os consumidores, gostariam de evitar. Quantas vezes a sua conexão de internet caiu ou você perdeu o wi-fi por alguns segundos? Em casa isso não é incomum hoje em dia e provavelmente os impactos são pequenos, mas imagine isso em uma empresa? Poderia ser catastrófico. A integração perfeita é fundamental para o uso bem-sucedido do IoT.

Leave a Comment