Cinco dicas para se defender dos Ransomware

A possibilidade de sofrer uma taque de ransomware, que é quando o seu aparelho é infectado com um malware que bloqueia suas informações pessoais e pede por dinheiro para liberá-las, é uma ameaça assustadora para a maioria das pessoas. E esses ataques têm aumentado, com quase 9 milhões de incidentes em 2016, detectados apenas pela McAfee.

Por exemplo, você provavelmente ouviu falar do “WannaCry” este ano. Grandes empresas como FedEx, Deutsche Bank, e o Sistema de Saúde dos Estados Unidos foram todos afetados pelo vírus que infectou os seus computadores Windows exigindo pagamento em Bitcoin para liberar os dados. Para piorar, pagar o resgate em Bitcoin (uma moeda muito difícil de ser seguida) não garante que você terá os dados de volta. O hacker pode continuar a pedir mais e mais dinheiro ou nunca liberar seus dados sob qualquer circunstância. Dada a relevância do ransomware atualmente e a dificuldade que é para lidar com essa situação, o melhor a fazer é evitar ser infectado.

Aqui estão cinco dicas importantes para manter seus equipamentos e suas informações a salvo dos ransomware.

1- Tenha sempre um backup atualizado. Uma vez que pagar para ter seus dados de volta pode não ser o bastante, é melhor prevenir fazendo um backup regular dos seus dados. Assim, se tiver que formatar o computador para se livrar do vírus você não terá maiores problemas. Use um drive de backup separado ou faça o backup na nuvem. Dessa forma você pode facilmente reaver suas informações importantes sem ter que pagar um resgate.

2- Use um sistema de segurança potente. Atualmente os antivírus são capazes de bloquear alguns ataques de ransomware ao detectar as variáveis de vírus conhecidos. Faça sempre uma varredura no seu equipamento para eliminar possíveis ataques. E, caso você se torne vitima, um software de segurança pode te dar a garantia de que seu sistema está livre do ataque uma vez que ele foi sanado e antes de você reinstalar seus dados no pc.

3- Mantenha seus softwares atualizados. Você deve se lembrar que o WannaCry atuou exclusivamente nas versões de Windows que não estavam atualizadas. Esse é um exemplo do porquê é fundamental mantermos nossos softwares, incluindo os aparelhos móveis, atualizados. Dessa forma, os hackers terão um trabalho mais difícil para tentar encontrar vulnerabilidades.

4- Cuidado no que clica. Às vezes, não importa quantas ferramentas de prevenção você tem se o seu comportamento compromete a sua segurançå. Ataques de ransomware podem estar em anúncios por chats, links de e-mails, mensagens em redes sociais ou até mesmo de texto. Seja cético. Não responda a mensagens de estranhos nem clique em links dentro de e-mails desconhecidos.

5- Fique atento. Cybercriminosos estão sempre procurando por novas formas de nos enganar e roubar nossas informações e nosso dinheiro. Esteja informado sobre as ameaças mais recentes e em como evitá-las. Saiba que os negócios são

alvos mais comuns e que as precauções que você toma em casa devem também serem aplicadas aos aparelhos e dados do seu trabalho.

Ainda que o ransomware seja uma tendência preocupante, a boa notícia é que nós podemos fazer muitas coisas para contra-atacar. Na verdade, no último ano, o projeto No More Ransom, do qual a McAfee faz parte, ajudou milhares de pessoas a recuperar seus arquivos. Claro que a nossa melhor chance para derrotar os cybercriminosos é evitar um ataque. As dicas acima são um bom começo.

Leave a Comment

twenty − 3 =